quinta-feira, 31 de maio de 2012

"MENTE DIVIDIDA"


          Enquanto eu orava... minha MENTE vagava em outras situações: pensava no meu trabalho e em questões familiares e não conseguia me concentrar na oração. Até que num momento perguntei ao Espírito Santo: -"Por que é tão difícil se concentrar exclusivamente na oração?" Fiquei sem respostas...
          Então fui ler a Bíblia e depois de ter lido vários textos e passagens, me deparei com a carta do apostolo Tiago que diz assim (4:7-8):

" PORTANTO, SUBMETAM-SE A DEUS. RESISTAM AO DIABO, E ELE FUGIRÁ DE VOCÊS.
  APROXIMEM-SE DE DEUS E ELE SE APROXIMARÁ DE VOCÊS!
  PECADORES, LIMPEM AS MÃOS, E VOCÊS, QUE TEM A MENTE DIVIDIDA, PURIFIQUEM O CORAÇÃO."

          Não há necessidade de dizer que era tudo que eu precisava saber naquele momento. A orientação bíblica foi fundamental para o meu devocional, e aprendi que para me concentrar na oração me sujeitat a Deus, resistir aos pensamentos naturais e às imagens satanicas colocadas em minha mente... devo limpar as mãos pedindo perdão a Deus, pois, o pecado constroi uma barreira entre Deus e o homem e ter o coração puro.
          O Espírito Santo é muito sensível a qualquer interferência pecaminosa, carnal e física.
          Agora estou pronto para começar a ouvir a voz Dele.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

RECAPTURANDO A MENTE CATIVA

No Novo Testamento grego a palavra "noema" (noemata no plural) foi usada seis vezes: Fp. 4:7; II Co. 2:11; 3:14; 4:4; 10:5 e 11:3. Foi traduzido em portugues por "MENTE", designios, sentidos, entendimento e pensamentos.
A mente é a faculdade; o designio é sua ação - o produto da mente humana. Atraves da faculdade da mente o homem pensa e decide livremente, e isto representa o próprio homem. Assim, se alguem deseja preservar sua liberdade, tem de dizer que todos os seus pensamentos são bons e corretos. Não se atreve a expô-los à interferência e, portento, deve cercá-lo com muitas argumentações. Eis porque os homens falham em crer no Senhor, ficam frequentemente aprisionados na fortaleza de alguma argumentação. Um incrédulo pode dizer: "Vou esperar até ficar bem velho", ou, "Muitos cristãos não se comportam bem, por isso não posso crer", ou, "Vou esperar até que meus pais morram". Semelhantemente há razões que os crentes apresentam para não amar o Senhor: os estudantes dirão que estão ocupados demais com seus estudos: os homens de negócios ocupados demais com seus negócios; o doente acha que sua saúde é fraca demais... e assim por diante.
Se Deus não destruir essas fortalezas os homens jamais ficarão livres. Satanás aprisiona os homens através das fortalezas dos argumentos. A maioria dos homens estão por trás de tantas linhas de defesa que eles são incapazes de atravessá-las para a liberdade. Só a autoridade de Deus pode levar cativo cada pensamento para obedecer a Cristo. As argumentações humanas têm de ser primeiramente lançadas ao chão. Só depois que o homem começa a ver que Deus é Deus conforme declarado em Romanos 9 é que suas argumentações são destruídas. E quando as fortalezas são destruídas, nenhuma argumentação permanece e os pensamentos humanos podem ser então levados cativos para obedecer a Cristo. Só depois que seus pensamentos são recapturados é que o homem pode verdadeiramente obedecer a Cristo.

"TODOS NÓS DEVEMOS APRENDER A DISCIPLINA PARA QUE NOSSAS BOCAS SEJAM INSTRUÍDAS NO SENTIDO DE NÃO FALAR LEVIANAMENTE, NOSSA MENTE A NÃO ARGUMENTAR O PECADO, NOSSOS CORAÇÕES A NÃO OFERECER CONSELHO ERRADO. O CAMINHO DA GLÓRIA ESTÁ EXATAMENTE À NOSSA FRENTE, DEUS HÁ DE MANIFESTAR SUA AUTORIDADE SOBRE A TERRA".