terça-feira, 7 de agosto de 2012

"A CONQUISTA DA TERRA"



“Eis aqui a terra que pus diante de vós; entrai e possuí a terra que o Senhor com juramento deu a vossos pais, Abraão, Isaque e Jacó, a eles e à sua descendência depois deles”  (Deuteronômio 1:8).

          Como pode Deus declarar que “A TERRA É VOSSA” e depois desafiar: “ENTRAI E POSSUÍ A TERRA”. Afinal a terra era ou não de Israel? Era. Mas Israel teria que conquistá-lá.
“O DAR É DE DEUS E O POSSUIR É DO HOMEM”
          Temos a seguinte conclusão: “O que é nosso por direito de promessa ou de aliança, não é usufruído automaticamente”. Deus dá, mas compete a mim possuir e conquistar. O dar é de Deus mas o possuir é nosso!
          Suponhamos que alguém lhe deu um presente: abriu uma caderneta de poupança no seu nome. Acontece que você não tomou conhecimento do fato. Você está passando necessidades e aquele dinheiro seria mais que suficiente para satisfazê-las. Pergunto: Aquele dinheiro em seu nome no banco lhe pertence? Claro que sim. Resolveu seu problema? Não! Por que? Falta-lhe o conhecimento. Vamos agora imaginar uma outra situação: você tomou conhecimento da generosidade daquele que lhe deu o dinheiro, entretanto, por alguma razão você não vai ao banco retirá-lo. Pergunto: Aquele dinheiro afeta sua circunstância? Não! Para que ele supra suas necessidades duas coisas são necessárias, e elas caminham juntas: TOMAR CONHECIMENTO do que lhe pertence e LANÇAR MÃO disso. Em outras palavras: SABER e TOMAR POSSE.
          A nossa ignorância (falta de conhecimento) dos princípios divinos, expressos na Palavra de Deus, é que nos torna presas vulneráveis ao inimigo, que, tudo faz para manter-nos em confusão, para que ele nos possa roubar mais facilmente o que é nosso por direito, mantendo-nos como escravos, quando somos príncipes; mendigos, quando somos filhos do Rei; vencidos, quando a vitória é nosso direito. Chegou, porém, a hora de os nossos olhos serem iluminados pela Revelação da Palavra de Deus, lançarmos por terra as prisões satânicas, subjugarmos os gigantes da terra e entrarmos na plena posse de nossa herança em Cristo.
          Estabeleçamos um fato: A TERRA SERÁ CONQUISTADA PELA BATALHA. Há uma conquista. A terra é minha por direito de herança, de promessa, mas compete a mim conquistá-lá, e o modo de fazê-lo é pela batalha. Nosso espírito é recriado pelo Espírito de Deus, mas há áreas da alma que precisam ser conquistadas. Existem batalhas a serem vencidas do lado de fora e pelo lado de dentro.


“Valnice Milhomens”  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete