domingo, 11 de maio de 2014

"INTERCESSÃO e AVIVAMENTO"


          Gosto de ler a respeito de visionários intercessores que costumam passar noites inteiras intercedendo e orando para que a glória de Deus se manifeste. Creio que, quando intercessores se levantarem no meio do povo de Deus para clamar por Sua presença, chegará o tempo em que o Senhor dirá: "É isto... não vou esperar mais, já está na hora!"
          Foi isto que aconteceu na Argentina em 1950, um homem chamado Edward Miller escreveu o livro "Cry for me, Argentina" (Chore por mim, Argentina), no qual ele descreve as origens do avivamento argentino - cuja finalidade era abalar América do Sul e o mundo. Ele conta como 50 alunos do Instituto Bíblico Argentino, a época dirigido por ele, começaram a orar e esperimentaram a presença e ação do Senhor. As aulas tiveram que ser suspensas tamanho o comprometimento daqueles jovens com a intercessão por seu país. Diariamente, durante 49 dias seguidos eles oraram e intercederam por sua nação. O país era um deserto espiritual naquele tempo. O senhor Miller me disse que aqueles jovens intercessores choravam e clamavam sem cessar. Ele mencionou um jovem que encostou a cabeça na parede e chorou. Quatro horas depois, suas lágrimas escorriam pela parede. Seis horas se passaram e ele estava sobre uma poça formada por suas próprias lágrimas! Aquele era um clamor sobrenatural, esta era a única explicação.
          Eles não estavam simplesmente se arrependendo por algo que tinham feito. Foram movidos pelo Espírito a um "arrependimento vicário", no qual começaram arrepender-se por causa de coisas que aconteceram entre outras pessoas em sua cidade, sua região e em seu país. O sr. Miller conta que no quinquagésimo (50) dia de intercessão contínua perante o Senhor, veio a eles uma Palavra: "Não chores mais, pois o Leão da Tribo de Judá prevaleceu contra o principe da Argentina".
          Dezoito meses mais tarde argentinos aglomeravam-se em cultos evangélicos realizados em estádios de futebol, e mesmo os maiores estádios do país não eram grandes suficientemente para abrigar as multidões.


Tommy Tenney

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete