segunda-feira, 7 de outubro de 2013

"CONSOLIDAÇÃO"

  
  
Você cristão, foi chamado para um propósito específico, ganhar homens e mulheres para Cristo. Sua missão não termina com a oração de confissão feita pelo não-crente. Ele só acabou de nascer de novo e, como mais novo integrante da família de Deus, desejamos que ele viva uma vida vitoriosa e não que passados alguns dias, volte para o mundo por não ter suportado sozinho as pressões familiares, econômicas, espirituais, físicas e morais.

          Quantas pessoas que foram ganhas para Cristo, hoje não estão vivendo para Ele. Foram levadas até Ele, porém, sozinhas, sem ninguém para ensinar-lhes os primeiros passos e firmá-los no difícil início da jornada cristã, não conseguiram por si mesmos progredir com Jesus. Se grande parte da igreja tem falhado em servir a Deus com sua vida e testemunho, reter os frutos tem sido ainda pior. Não podemos esquecer-nos de acompanhar as pessoas que Deus tem alcançado através de nós.
          Um não-crente pode receber Jesus em até 30 minutos de evangelização, porém, será necessário um bom tempo para conduzi-lo a vitória sobre as tentações, os problemas diários da vida e a maturidade espiritual. Precisará aprender como tomar suas decisões agora segundo a ótica de Deus. Um consolidador (discipulador) o ajudará a prosseguir vitorioso na vida cristã, acompanhando-o no estudo da Palavra, na oração e aconselhamento cristão.

DEIXEI-O COM O SENHOR – Imagine que encontramos um conhecido nosso e ele tem uma família e lhe perguntamos: “- Quem está cuidando dos seus queridos filhos?” Ele então responde: “- Ah! Deixei-os com o Senhor!” O que diríamos a esse conhecido? Concordaríamos com sua posição? Não! Imediatamente lhe diríamos: “- Tenho um versículo para você: ‘Se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel (I Tm. 5:8)’.”
          A tarefa de firmar o novo crente na fé em Jesus, é responsabilidade de um cristão mais maduro em Deus. Mas, o que a igreja moderna tem feito é deixá-los com o Senhor (Tg, 1:22; I Pe. 2:2; II Jo. 1:4) – (sem citar as cartas do apóstolo Paulo, que é uma constante consolidação).

CONSOLIDAR É RETER O FRUTO – Dawson Trotman, conta que certo dia, anos atrás, quando dirigia seu pequeno Ford, viu um jovem caminhando pela rua, parou e apanhou-o. Assim que subiu no carro ele praguejou e também disse: “- É muito difícil pegar carona.”
          O Dawson disse que não consegue ouvir alguém tomar o Nome do Senhor em vão sem que o seu coração doa. Em seguida, entregou-lhe um folheto dizendo: “- Meu rapaz, leia isto.” O jovem olhou para Dawson e disse: “- Será que não o conheço de algum lugar?” Dawson olhou para ele e pareceu-lhe alguém que deveria reconhecer. O rapaz lembrou-se de que haviam se encontrado no ano anterior, naquela mesma estrada. Ele estava a caminho do campo de golfe onde trabalhava, quando Dawson o apanhara. Ele tinha entrado no carro e usado em vão o Nome de Jesus como agora.
          Na época, Dawson abriu o Novo Testamento e mostrou-lhe o Caminho da Salvação, e ele aceitara a Jesus como seu Salvador. Ao partir, Dawson mostrou-lhe Filipenses 1:6 – “Tende por certo isto mesmo; que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo”. E seguiu seu caminho feliz por ter ganho uma vida para Jesus. Um ano depois, não havia mais qualquer evidência do Novo Nascimento nele, estava como se nunca tivesse ouvido alguém falar de Jesus para ele.
         Dawson tinha grande paixão por ganhar almas, mas depois que encontrou esse rapaz pela segunda vez, a caminho do campo de golfe, começou a voltar no passado e a descobrir como viviam alguns de seus convertidos. Ele concluiu dizendo: “- Posso dizer-lhes, fiquei profundamente angustiado com o estado de vida em que se encontravam. Não foram encontrados vivendo uma vida vitoriosa em Jesus.”
          Esta experiência fez Dawson refletir sobre o caso e transformou-o no patriarca da Consolidação em nossa época.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete