domingo, 22 de julho de 2012

" NÃO TEMAS "


 A frase “NÃO TEMAS” aparece na Bíblia em muitas ocasiões, por exemplo:
* quando Deus abriu o mar Vermelho, usou Seu servo Moisés para orientar o povo (Êx. 14:13): “...NÃO TEMAIS, aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que hoje vos fará; porque aos egípcios que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver”.
* após a morte do líder Moisés, Josué se depara com uma grande responsabilidade, de conduzir o povo de Israel à Terra Prometida. E Deus o fortaleceu para esta missão com estas palavras (Js. 1:9): “... sê forte e corajoso, NÃO TEMAS...”.
Deus observa e usa os que são arrojados, corajosos, audaciosos, ousados, trabalhadores e esforçados. Ele encontra estas qualidades mesmo naqueles que pensam que não as tem, e dá Sua Palavra de animo e encorajamento.
Não há o quê e nem o porquê temer quando se tem a presença do Senhor dos Exércitos. É necessário sim, ter sensibilidade espiritual para poder enxergar o invisível, ou seja, o que está além dos problemas, mesmo que o inimigo, aparentemente, seja superior ou mais numeroso (II Rs. 6:16):“NÃO TEMAS, porque são mais os que estão conosco do que os que estão com eles”. Os soldados do rei da Síria cercaram a cidade onde o profeta Eliseu estava, e este homem de Deus não se amedrontou e tratou de confortar seu discípulo que só enxergava as dificuldades à sua frente. Aquele rapaz estava apavorado com tantos soldados inimigos e eles eram apenas dois. Ele enxergava o número físico e humano: DOIS x EXÉRCITO INIMIGO, certamente pereceriam olhando por este ângulo. Eliseu orou para que os olhos espirituais de seu discípulo (ou auxiliar) fossem abertos, e só assim conseguiria ver que quem estava com eles eram muito mais numerosos e poderosos, do que os que estavam contra eles. E o discípulo pôde enxergar com seus olhos espirituais (com seu espírito) que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo prontos para guerrear por causa deles.
O medo é uma cegueira espiritual, e a pessoa não consegue ver que o seu Deus é muito Maior. Quem tem medo é escravo do diabo! Ele conhece este ponto fraco e só ataca ali, fazendo-o enfraquecer-se a cada dia, tornando-se um covarde espiritual.
A esposa tem medo de perder o marido que não aceita que ela seja uma cristã; o pai tem medo de disciplinar o filho acerca da conduta cristã e este ficar revoltado. Pais precisam saber a hora de dizer sim, e a hora de dizer não, a mãe precisa corrigir a filha e não ter medo dela fugir de casa por causa disto. O empregado tem medo de falar para o patrão dispensa-lo das horas extras no dia dele ir para Igreja e ser demitido; ou, o crente, tem medo de evangelizar por causa da reação de insatisfação das pessoas, ou mesmo, dos xingamentos e ameaças.
Tantas outras situações em que se tem medo de agir! Até mesmo o pastor, ou líder espiritual, que não quer doutrinar fortemente uma pessoa em pecado, que é crente, com medo deste se desviar. O que tem que ser falado, deve ser falado, sem medo, mas, com humildade, amor e autoridade do Espírito Santo.
No amor não há temor... o que tem medo não é perfeito em amor (I Jo. 4:18). Através da oração de Eliseu, Deus abriu os olhos espirituais daquele moço que era seu auxiliar, e ele soube que não havia motivos para o desespero, isto é amor, orar pelo discípulo de Jesus que é imaturo, ou seja, é uma criança espiritual, para que sejam abertos seus olhos do espírito.
Sente-se medo por causa do pecado! É uma situação comum que acontece com alguns crentes ainda despreparados e sem orientação. Por não conseguirem abandonar antigos hábitos pecaminosos, se desesperam e são medrosos, tornando-se uma fobia. Assim mesmo são os crentes que tem medo de sua vida espiritual e cristã. O pecado os acompanha e não tem segurança para orar e falar com Deus, se auto-desprezam e usam sua fé para o medo, ao invés de agirem ao contrário, e esse medo cria um laço (Pv. 29:25), e ficam presos.
O medo não é um sentimento comum, é um espírito maligno especialmente com esta função, que domina a mente do homem distante de Deus, e que também trabalha na vida daqueles que aceitaram Jesus como Salvador. A solução é entregar seus medos nas mãos de Deus.
Existem casos ainda piores, que acompanham desde criança e adolescência. Crentes que carregam traumas desde sua infância e tem medo de determinadas coisas ou objetos. Certa vez, vi na televisão uma mulher que tinha pavor de bonecas; outra, de subir escadas. E assim, muitos vivem escravizados por estes traumas, que, possivelmente (não geralmente), podem ter sido causados por culpa dos pais, ou de mentes passivas, por exemplo, os melancólicos (que são tristes e deprimidos). Brincadeiras de péssimo gosto que deixam marcas na mente das crianças e elas carregam estas marcas para adolescência, juventude e se não forem libertas, para fase adulta, onde se acarretam problemas ainda maiores e humanamente incuráveis. E pior! Podem repassar seus medos e traumas para os filhos e até para os netos, e os demônios especialistas nesta área, conseguem escravizar toda geração.
Pessoas com medo necessitam de libertação! Ore a Deus, peça ajuda ao pastor ou discipulador. Determine na sua vida que nenhum mal te atingirá; mil cairão de um lado e dez mil do outro, e você não será atingido (Sl. 91). Ore usando a Palavra de Deus, e acreditando nas Promessas divinas para sua vida e família. Liberte-se em Nome de Jesus e VIVA FELIZ!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete