sexta-feira, 30 de agosto de 2013

"TEMPESTADES"


 A maior tempestade de que se tem notícia na história aconteceu em 27 de agosto de 1883, e foi causada pela explosão do vulcão Cracatoa, na ilha do mesmo nome, localizada nas Indias Orientais. A explosão, que superou muitas vezes as explosões nucleares nas cidades de Hiroxima e Nagasaki, foi ouvida a 7 mil quilômetros de distancia. As ondas gigantescas, provocadas pela explosão, atingiram as costas de 4 continentes, e foram registrados até 13 mil quilômetros além. Uma onda de ar, gerada pelo cataclismo, deu a volta ao mundo, não uma mas várias vezes. No ponto em que se erguera uma montanha de mil metros de altura – o vulcão Cracatoa – só restava uma cratera gigantesca, de 300 metros de profundidade e alguns quilômetros de largura. A onda subiu a uma altura de 30 metros, varreu dezenas de cidadezinhas, matando milhares de habitantes.
Toda tempestade faz com que quem está envolvido nela perca o total controle da situação.
Como é que podemos pregar um evangelho que afirma que na vida do crente não tem luta, não tem adversidade, não tem tempestade?
Muitas vezes Deus permite a tempestade na nossa vida para sabermos quem somos, e para reconhecermos quem é Jesus. Tem gente que tem a tendência de empinar o nariz quando Deus começa abençoá-lo. Quando estamos atravessando uma tribulação, uma tempestade, devemos antes de tudo nos lembrar quem somos, reconhecendo nossa verdadeira posição diante dos homens e diante de Deus.
Em João 11:25, Jesus declarou:
“Eu Sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá.”
Jesus tem poder para interromper qualquer tempestade na hora que Ele quer, do jeito que Ele quer, porque Ele tem controle sobre todos os fenômenos que produzem as tempestades. Não tenha medo... Jesus está no controle!



Um comentário:

  1. A PAZ DO SENHOR JESUS AMADOS IRMÃOS, EU ACHEI INTERESSANTE ESSA COMPARAÇÃO.. REALMENTE TODO CRISTÃO PASSA POR PROA E PASSA POR TEMPESTADE PARA CRESCER NO ENTENDIMENTO APRENDER A USAR A FÉ.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete