domingo, 13 de abril de 2014

"REI MANASSÉS"



"Quando ele orou, o Senhor o ouviu e atendeu  o seu pedido e o trouxe de volta a Jerusalém e a seu reino. E assim Manassés RECONHECEU que o Senhor é Deus" (II Crônicas 33:13).

           A história do rei Manassés, é um fato que ocorre hoje em dia com muitas pessoas cristãs ou não-cristâs. Este rei desprezou os ensinamentos e exemplos de seu pai (antecessor de seu reino), e seguiu seus próprios conceitos e, pior, levou todo o povo a fazer o mesmo que ele.
           No início do capítulo vemos tudo que ele praticou... o que era mais abominável a Deus. Sua idolatria superou a de todos os reis: "Reconstruiu os altares idólatras que seu pai Ezequias havia demolido, ergueu altares para os baalins e fez postes sagrados. Inclinou-se diante de todos os exércitos celestes e lhes prestou culto. Construiu altares no Templo do Senhor, do qual o Senhor tinha dito: MEU NOME PERMANECERÁ PARA SEMPRE EM JERUSALÉM. Nos dois pátios do templo do Senhor ele construiu altares para todos os exércitos celestes. Chegou a queimar seus filhos em sacrifício no vale de Ben-Hinon; praticou feitiçaria, adivinhação e magia, e recorreu a médiuns e aos que consultavam os espíritos. Fez o que o Senhor reprova, provocando-O à ira" (II Cr. 33:3-6).
          Tudo isto ele fez e ainda conduziu o povo aos seus erros:
"Manassés, porém, desencaminhou Judá e o povo de Jerusalém, ao ponto de fazerem pior do que as nações que o Senhor havia destruído diante dos israelitas" (v.9).
          Não podemos imaginar o sentimento de Deus vendo o Seu povo praticando atos piores do que as nações que Ele havia destruído (ex. Sodoma e Gomorra; os amalequitas; etc). Quando se perde a referencia, quando se acha que os desejos humanos estão corretos, quando deixamos a direção de Deus e seguimos nossos próprios caminhos (Pv. 14:12), fazemos o mesmo... mas a consequencia dos erros é inevitável (v.11).
          Mas mesmo assim, Deus é misericordioso e ouve as orações até mesmo do pior pecador. Manassés se viu humilhado na mão dos assírios e angustiado orou ao Senhor, como vimos no texto bíblico inicial, e Deus o atendeu. E o mais importante... Deus lhe restituiu o reino. Apesar de tudo, Manassés teve a oportunidade de reparar os seu erros:
"Manassés tirou do templo do Senhor os deuses estrangeiros e a imagem que havia colocado lá, bem como todos os altares idólatras que havia construído na colina do templo e em Jerusalém; e jogou-os fora da cidade. Depois restaurou o altar do Senhor e sobre ele ofereceu sacrifícios de comunhão e ofertas de gratidão, ordenando a Judá que servisse o Senhor, o Deus de Israel" (vs. 15,16).
          Deus é justo, mas também, e, principalmente, é misericordioso. Ele sempre nos dá uma nova oportunidade pra recomeçar e reparar nossos erros.


Um comentário:

  1. "NÃO ERREIS; DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER; PORQUE TUDO O QUE O HOMEM SEMEAR, ISSO TAMBÉM CEIFARÁ" (GÁLATAS 6:7).

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete