quinta-feira, 3 de abril de 2014

"SANSÃO"


"Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu de Deus desde o ventre e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus" (Juízes 13:5).

          Um dos heróis da Bíblia, citado no Novo Testamento em Hebreus (11:32) na galeria dos heróis da fé. Sansão fora levantado por Deus para livrar o povo de Israel de seus inimigos, principalmente os filisteus.
          Era a manifestação visível do Espírito Santo na vida de um homem, que tinha uma força sobrenatural e seus inimigos não poderiam detê-lo, nem mesmo um exército. Sansão tinha todas as possibilidades de se tornar o maior juiz e libertador de Israel, se não desse lugar às suas vontades e desejos de sua natureza.
          O inimigo espiritual de todos os homens, conhecia bem sua fraqueza e ele era facilmente enganado e levado ao fracasso quando se tratava de mulheres bonitas. Até no seu casamento, ainda nas festas, Sansão lançou um enigma aos seus convidados e aqueles homens chantagearam e ameaçaram sua noiva, e ela o persuadiu para revelar o enigma. Era um teste, e no futuro a mesma persuação, porém, muito mais poderosa e convincente, seria usada para ser revelado o segredo de sua força (Jz. 14:12-20).

          Mas, a culpa não estava completamente em Dalila (Jz. 16), que o enganou e o traiu. Muito antes, Sansão já quebrava seu voto com Deus. Ele era nazireu... separado e consagrado ao Senhor desde o seu nascimento. Era a lei do nazireado como está escrito em Números (6). Sansão quebrou esta lei ao tocar no corpo do leão que ele mesmo matou (Jz. 14:8) e ao realizar banquetes (v. 10). Aos poucos quebrava seu voto com Deus, seu compromisso com o Senhor, e só faltava seu ultimo e grande segredo.
          Não se brinca com o pecado! Não se brinca com a vontade e desejos humanos. Porque a vontade subjuga o que é certo. O homem dominado pela vontade comete erros que podem ser fatais e é enganado facilmente. Por isso a Palavra de Deus nos orienta sempre com relação aos nossos sentimentos: "Fuja da idolatria (I Co. 10:14); fuja da prostituição (I Co. 6:18) e fuja de toda aparência do mal (I Ts. 5:22).
          Fugir não é covardia! E sim se afastar daquilo que vai te enganar, e te fazer cair em desobediência aos princípios e mandamentos divinos.
          Sansão não conseguiu fugir dos encantos de Dalila (Jz. 16:4), estava apaixonado e cego quanto a tudo o que ela fazia, onde claramente mostrava que iria traí-lo. Era só uma questão de tempo (16:6-17).
          Muitos crentes afirmam que porque tem o Espírito Santo são imunes. Isto é um engano! Porque se não vigiar, chegará um momento que nem o Espírito Santo poderá evitar sua vontade e seus desejos tornarem-se reais. Qaundo Sansão revelou seu segredo a Dalila (16:17), pensou que ainda poderia vencer seus inimigos (v. 20):

"E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti Sansão. E despertou do seu sono e disse: SAIREI AINDA ESTA VEZ COMO DANTES E ME LIVRAREI. Porque ele não sabia que já o SENHOR SE TINHA RETIRADO DELE".

          O Espírito do Senhor já não estava com ele. É o que acontece com quem brinca com o pecado e com seus próprios sentimentos. Acha que vai conseguir de novo sair ileso de seus pecados e de sua quebra de comunhão e obediência a Deus.

"DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER" (Gálatas 6:7).






2 comentários:

  1. Verdade o pecado cega e faz o homem cair, se afastar de Deus.

    ResponderExcluir
  2. "PROMETENDO-LHES LIBERDADE, ELES MESMOS SÃO ESCRAVOS DA CORRUPÇÃO, POIS O HOMEM É ESCRAVO DAQUILO QUE O DOMINA" (II PEDRO 2:19).

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário... Deus te abençoe! Compartilhe este blog e dê sugestões de publicações. Abraço!

Marcelo Donisete